cartões criativos

Apaixonadas no Divã: " Sou muito ciumenta"

3 comentários
Olá queridos leitores! Primeiramente gostaria de me desculpar pelo atraso no meu post, por motivos profissionais estava com dificuldades em conciliar meu tempo, espero que compreendam.

O caso de hoje em nossa sessão “Apaixonadas no Divã” já é um velho conhecido nosso: Ciúmes! Assim como vimos no Caso de E., nossa leitora I.V. sofre com sua insegurança e excesso de ciúmes. Acompanhem comigo seu relato:
Meu nome é I.V., tenho 20 anos e namoro com o L. há exatamente 4 anos e 1 mês. Nesse tempo várias coisas aconteceram. No início era tudo maravilhoso, não brigávamos e nem nada. Mas com o passar do tempo as coisas mudaram um pouco, "esfriaram"... Já chegamos a terminar uma vez (por 1 semana, mas foi término) porque estávamos discutindo muito. Eu sempre confiei cegamente nele, mas descobri que ele havia mentido pra mim, umas duas vezes... Não foi traição mas qualquer mentira é mentira né?! Depois disso combinamos de repensar nossas atitudes para que o namoro desse certo. Eu confesso, sou MUITO ciumenta... Acontece que sou uma pessoa mais reservada, sem muitos amigos, não gosto de festas e tal. E ele é "popular", tem vários amigos e muita facilidade para fazer novas amizades, adora sair para jogar futebol e etc... Enfim, ele me prometeu que não iria mentir pra mim mais, mas já confiei nele uma vez e ele traiu essa confiança. Eu digo pra mim mesma que se quiser que dê certo, vou ter que confiar novamente, mas é meio complicado isso... E esses dias ele passou numa seletiva para participar dos jogos universitários, numa cidade longe da nossa. Ele tá muito animado porque como eu disse, ele adora futebol. Acontece que estes jogos acontecerão no fim de semana, de sexta feira a segunda. E lá vai ter muita gente, vai ter várias festas com cantores famosos todos os dias. E eu estou MUITO insegura em deixá-lo ir... Sério, já estou ficando maluca com essa história e gostaria muito que alguma de vocês me dessem alguns conselhos ou pelo menos contassem o que fariam se estivessem no meu lugar. Conto com a ajuda de vocês!
Como sempre saliento a confiança em um relacionamento é fundamental. Trata-se de uma construção diária em que ambos precisam se esforçar e se envolver. Ao contrário do que alguns podem pensar, os ciúmes fazem parte desta construção, pois é o que garante a manutenção do respeito e principalmente do desejo, afinal não se sente ciúmes de algo que não nos atrai.

pessoa ciumenta

O problema surge quando este ciúme saudável dá lugar a um sentimento de posse, quando começa-se acreditar que se tem direitos sobre o outro. Em um relacionamento saudável não se pede permissão, e sim discute-se sobre se a situação irá prejudicar a relação ou não, e de comum acordo chega-se a um consenso, sempre predominando o bom senso.

Quando estamos envolvidos com alguém especial abrimos mão de muitas coisas, mudamos alguns hábitos, cuidamos de alguns defeitos, afinal adaptações são necessárias para se manter uma relação a dois, porém se estas mudanças afetarem nossa essência, nossos valores, a tendência é a relação não se sustentar por muito tempo, pois por mais amor envolvido, não conseguimos deixar de lado o que somos realmente (por mais que tentemos). E aí que aparecem as mentiras e omissões, como vimos no caso de hoje. Para não magoa-la ou quem sabe para evitar discussões, o namorado de I.V. preferia fazer coisas escondido do que conversar com ela, muito possivelmente pelo fato de que já saberia que ela não iria concordar devido aos seus ciúmes excessivos, por exemplo. O efeito bola de neve aparece e a desconfiança é natural.

Em casos como de I.V., de personalidades contrastantes, a balança do equilíbrio deve sempre estar presente, hora um cedendo, hora o outro, pois ambos tem gostos e necessidades diferentes, e para serem felizes devem caminhar pelos dois mundos.

Outro ponto importante dos ciúmes é a questão da baixa-autoestima, quando não desenvolvemos o amor próprio, nos consideramos facilmente descartáveis e substituíveis, e qualquer situação que envolva outras pessoas se torna uma ameaça, pois o medo do pior acontecer parece certo. Por isso para diminuir este sentimento atormentador, não é o parceiro que precisa mudar, e sim você mesmo. A psicoterapia individual pode ser uma grande aliada nesta aquisição, assim como o apoio do parceiro.

Sem hipocrisia, muitas namoradas ficariam enciumadas em imaginar seu namorado longe e curtindo a noite, tudo bem, isso é normal, o que não significa que temos que pirar com a situação. São em momentos como estes que os laços entre o casal se reforçam, e o amadurecimento do relacionamento acontece. Ao contrário do que diz o ditado, não é a ocasião que faz o ladrão, ou seja, se for para acontecer, acredito que será em qualquer circunstância.

Então querida I.V. primeiramente procure refletir sobre essa postura de “devo deixar”, afinal você não é dona de seu namorado, talvez a questão correta seria “vou suportar”, e a resposta deve vir como resultado de uma conversa sincera e afetiva com seu parceiro, ambos devem estar confortáveis com a decisão. As mentiras são consequências de uma pressão excessiva, enquanto isto não mudar, elas irão continuar acontecendo. Se seu ciúme está influenciando negativamente o amadurecimento de sua relação, talvez fosse o momento de procurar ajuda profissional, porque depois de 4 anos lidando com as limitações impostas, abrindo mão de coisas que ele adora, parece-nos que seu namorado realmente a ama. Invista nesse amor, não desista, não se entregue sem tentar a mudança. Desejo-lhes toda a felicidade! Tenho certeza que irão superar esta barreira e seguirem juntos.

JÁ LIDOU COM ALGO PARECIDO? NÃO DEIXE DE COMPARTILHAR CONOSCO ATRAVÉS DO COMENTÁRIOS!

Um grande abraço à todos e até a próxima! 

(As informações contidas nesta publicação NÃO substituem um atendimento real em setting terapêutico adequado com um profissional psicólogo qualificado.) 

***OBS: Quem quiser participar da sessão Apaixonadas no Divã, pode enviar e-mail para blognamorados@gmail.com com este título.***

    Comente no Blogger
    Comente no Facebook

3 comentários:

  1. Talvez minha história seja um pouco parecida,
    namoro a 3 anos, hoje moramos juntos a 2 anos, porém desde o começo do nosso relacionamento que descubro mentiras dele, nunca vi nenhuma prova de traição, mais já vi conversas com mulheres, intimas demais, ele ja mentiu sobre sair, sai dizendo que vai pra um lugar e vai sair com os amigos, recentemente descobri que ele anda de conversa com uma ''amiga'' minha que na verdade gostava dele, e eles ja conversam a um tempo, e ele vive de conversa com o celular, isso me chateia, me aborrece, já conversei com ele, ja disse que não gostava, mais ele continua, quando brigamos por isso, ele fica um tempo sem conversar muito, mas logo volta e não larga o celular, eu já perdoei, mas não sei até quando consigo deixar pra la pois me incomoda e essa atitude dele me faz desconfiar que ele esta conversando com mulheres pelas minhas costas, temos um filho, temos uma familia e talvez por um lado eu perdoe ele por tudo que ja construimos,mesmo tendo a certeza que o amo muito e não queria perde-lo, mas não sei quanto mais posso suportar, também não sei como agir, me ajudem!! :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para um relacionamento ser saudável e feliz, o respeito é fundamental. Por mais que não haja más intenções, o fato é que te chateia e só isso já deveria ser suficiente para estimular uma mudança de postura. Se já conversou e demonstrou seus sentimentos e nada mudou, talvez seja a hora de repensar a relação, e analisar se realmente ambos sentem-se da mesma maneira, ou se só você quer que essa relação dê certo. E por mais dolorido que seja, talvez só o afastamento te dará a resposta. Coloque na balança o que vale mais: sua felicidade ou seu amor por ele? Pois se seu amor por ele não é suficiente para lhe fazer feliz, algo está errado. Boa sorte e força para enfrentar esse momento!

      Excluir