cartões criativos

Apaixonadas no Divã: “Será que ele não tem intenção de casar comigo?”

10 comentários
Olá queridos leitores! O caso de hoje na sessão Apaixonadas no Divã é de nossa leitora F.P. de 25 anos, que depois de 4 anos de relacionamento está insegura frente as intenções do parceiro, acompanhem seu desabafo comigo:

Boa Tarde! Gostaria de compartilhar com vocês a minha história. Está sendo bem difícil pra mim continuar o namoro sem perspectiva de um futuro. Namoro com o João (nome fictício) desde a faculdade. Completamos 4 anos de namoro este mês. Nós terminamos a faculdade e já trabalhamos cada um na sua área. Ele mora com a mãe dele e eu moro com meus pais. Mas ele nunca falou em casamento e quando alguém toca neste assunto, ele desconversa ou diz algo do tipo: somos muito novos ainda. Eu tento fazer algum plano com ele, mas não vejo nenhuma animação da parte dele. Eu tenho 25 anos e ele 26. Será que ele não tem intenção de casar comigo? O que vocês acham? Devo terminar o namoro, pressionar pra noivar ou esperar por ele tomar a iniciativa?
Em vários momentos de nossa vida deixamos nossa ansiedade falar mais alto. E o grande problema desta ansiedade generalizada são as expectativas criadas, as expectativas de futuro. Poucos sabem, mas uma das definições de ansiedade é “medo do futuro”, medo de não saber como será dali para frente. Esse “medo” costuma aparecer mais intensamente nos momentos de encerramento de ciclo, como no caso de F.P. que recentemente concluiu sua graduação, por exemplo.

Durante toda a nossa vida idealizamos o que está por vir, imaginamos cada passo, imaginamos como será, quando será, etc... E isto acaba nos fazendo criar uma “fantasia” deste futuro, um roteiro perfeito de como deve ser. Mas como todos sabem, não temos o controle, e as coisas nem sempre saem exatamente como planejamos. E diante desta frustração (de não ser como queríamos) passamos a nos questionar, gerando um desconforto emocional significativo.

sonhando

E como lidar com isto? A primeira atitude é a superação desta frustração, ou seja, a aceitação da realidade. E isto inclui aceitar que o outro não agirá conforme nosso desejo, por exemplo, nem sempre o pedido de casamento será super criativo e surpreendente quanto desejávamos, nem sempre a empolgação com planos da viagem de férias será tão intensa como esperávamos, nem sempre a saudade será a mesma quanto a nossa... entendem? Quando nos conformamos com isto, nos permitimos aproveitar o momento de forma mais natural, e conseguimos ver quanto bom é ser inesperado.

Outra atitude interessante é sair da posição passiva de quem espera, e adotar uma posição ativa de quem vai atrás do que deseja. Tomar a iniciativa às vezes é necessário, como dizem por aí: dar um empurrãozinho no destino. Perder a insegurança de tocar em alguns assuntos, ou até tomar frente em certos momentos podem fazer muita diferença. Em muitos casos, o medo de assumir um passo mais sério, é visto com muita resistência por parte dos parceiros, e uma conduta mais impositiva de sua parte pode mostrar ao parceiro que não precisa ter medo e que tudo vai dar certo, desde que estejam juntos.

Todavia, vale ressaltar um ponto muito importante. Muitas vezes há uma diferenciação entre perspectivas e metas, o que não significa incompatibilidade, mas sim um impasse a ser resolvido. Para ficar mais claro, vamos imaginar que há muitas pessoas que não tem o sonho do casamento, mas sonham em dividir uma vida juntos. Por isso um bom diálogo sobre o futuro é indispensável, uma conversa franca, em que perguntas são feitas diretamente, alinhando os desejos e planos, para garantir a felicidade de ambos.

Então, querida F.P., procure colocar na balança todos os pontos descritos hoje, analisando até que ponto sua percepção esta influenciada por sua ansiedade, será que há tanto desânimo por parte do seu namorado mesmo, ou quem sabe, a animação dele não é como VOCÊ esperava? Será que o desvio do assunto por parte dele não é porque nunca tiveram uma conversa definitiva, mas apenas indiretas e pressões de terceiros? Antes de jogar tudo para alto, tente olhar a situação por outro ponto de vista, talvez possa se surpreender.

JÁ PASSOU POR ALGO PARECIDO? NÃO DEIXE DE COMPARTILHAR CONOSCO ATRAVÉS DOS COMENTÁRIOS!

Um grande beijo e até a próxima! 

As informações contidas nesta publicação NÃO substituem um atendimento real em setting terapêutico adequado com um profissional psicólogo qualificado.) 

***OBS: Quem quiser participar da sessão Apaixonadas no Divã, pode enviar e-mail para blognamorados@gmail.com com este título.***
    Comente no Blogger
    Comente no Facebook

10 comentários:

  1. Estou passando por isso também, só que no meu caso são 5 anos de namoro e além disso tem um agravante eu sou de sp capital e ele do interior, então participamos dessa luta de onde iremos viver.
    Pra você ter uma ideia até meu pai já falou pra ele de casar e ele desconversa falando sobre não ter dinheiro.
    Mas eu dei um intimato nele, ou casamos ano que vem ou terminamos porque ninguem merece ficar nesse chove e nao molha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Julianne! Obrigada por compartilhar sua história! Imagino como deve ser difícil para vocês lidarem com a distancia a tanto tempo, mas cuidado para não deixar o desejo fazê-la tomar atitudes precipitadas... Uma certa pressão às vezes ajuda, mas procure sempre olhar o caso pelos olhos do seu namorado, e tentem juntos encontrar uma forma que ambos fiquem felizes. Desejo toda a sorte, e ficarei ansiosa esperando as fotos do seu casório publicadas aqui no blog ;)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Também estou passando pela mesma situação, porém tenho 5 anos de namoro e nós dois temos 20 anos de idade. Começamos a namorar digamos "que cedo", entramos na vida adulta digamos que pouco tempo. Ele tem um trauma de infância pois nasceu com um tumor sei que nada justifica mais por ele ter tido uma infância difícil e de sempre me questionar que as coisas nunca deram certo para ele, ele tem um certo receio em relação a vida. Quando completei 18 anos de idade eu engravidei dele, mas, minha gravidez não foi para frente, o bebê não se formou e confesso que me dói muito até hoje. Sonho em me casar, mais as vezes pressiono ele demais e sem pensar porém não temos dinheiro para casamento ou muito menos para morarmos juntos, no momento ele está desempregado. Ele diz que vai casar comigo sim, mais ele quer me dar o que mereço, o "melhor".. isso é o que ele sempre me diz e espero que seja realmente verdade e sincero da parte dele rsrs. Mais querendo ou não eu sofro demais com essa coisa de casamento, vejo pessoas mais novas ou com menos tempo de namoro se casando, construindo família e eu me perguntando: porque não eu? quando vai ser a minha vez? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna! Que história difícil hein, imagino como deve ter sido dolorido perder seu bebe... Realmente as vezes mesmo racionalmente sabendo que não é possível, emocionalmente acabamos pressionando, mas isso é culpa da ansiedade como expliquei no post... Uma outra falha nossa é se comparar com outras pessoas, devemos lembrar que cada um tem suas questões, e o que realmente importa é a cumplicidade. Uma hora vai acontecer, desde que os dois queiram, entende? Quando nos "conformamos" com nossa realidade, se torna mais leve criar metas para o sonho se realizar, nem que seja necessário fazer algumas adaptações em nossos sonhos... Obrigada por compartilhar sua história e espero que continue acompanhando o Divã!

      Excluir
  4. Bom, essa questão é recorrente hoje em dia, já que os casais se casam cada vez mais tarde (e com mais anos de relacionamento). Eu mesma estou num relacionamento ha 7 anos (nem comento mais com ninguém, porque é muito tempo) e todos só fazem a mesma pergunta: vão casar quando?????? a ideia e nos estabilizarmos primeiro, porque começamos a namorar novos, eu tinha 17 anos. Ele acabou de passar em um bom concurso, e sinto que a pressão vai aumentar. Não suporto esta situação porque eu tambem queria casar, mas ele não acha que é hora ainda.
    Aí fica uma situação terrível, e eu fico achando que ele não me ama, está só me enrolando há tanto tempo... até quando vou ficar esperando??? Entendo o que vocês passam.... Não sei também se pressiono ou termino tudo porque queria noivar e ele não acha preciso, só quando marcar a data (e pelo jeito está longe né).
    :(

    ResponderExcluir
  5. Bom, essa questão é bem complicada, cada caso é diferente. Eu moro junto com meu namorado a 2 anos, temos um filho de 1 ano e 5 meses e estamos juntos a 3 anos, quando engravidei tinhamos 9 meses de namoro, então ele foi morar cmg na casa dos meus pais pois não podiamos sustentar uma casa ainda, depois que nosso filho completou 1 ano, nos mudamos, estamos na nossa casa a uns 6 meses, mais eu me pergunto se ele não tem a intenção de casar realmente, ele não toca no assunto, não demostra nada e eu também não falo nada com medo que ele possa se sentir pressionado, o que vocês acham??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, fugir do assunto não vai ajudar... Conversar sobre seu desejo de formalizar o casamento é muito importante, pois mesmo que não seja reciproco da parte de seu parceiro, por te amar ele com certeza vai se esforçar para te ver feliz e realizar seu sonho. Lembre-se do que sempre falo, o outro não tem bola de cristal para saber como nos sentimos, por isso precisamos dizer. E expor seus sentimentos não tem nada a ver com pressão, fique tranquila...

      Excluir
  6. Essa situação é muito complicada. Me identifico bastante! Tenho quase 7 anos namorando, tenho pressionado muito ele, já cheguei até a dizer que se ano que vem(completaremos 8 anos juntos) não casarmos eu vou largar e seguir minha vida. Hoje eu estou noiva, pq cansei de esperar, fui na joalheria com ele, escolhi as alianças, comprei e marquei a data do noivado. Nunca tive um pedido de casamento sincero, que partisse dele...isso me frustra tanto! Tive um pedido tão forçado em um restaurante, que me desanimou total... Ele fez o pedido depois que eu olhei pra ele e perguntei: você vai me pedir em casamento quando mesmo? Sempre fica protelando o casamento, dizendo que quando conseguirmos tal coisa casaremos, quando conseguimos, ele coloca outra meta a ser atingida. Nós trabalhamos, eu tenho minha empresa, ele se forma esse ano, meus pais até já ofereceram uma casa pra gente, mas NUNCA é o momento. Fico muito triste, pq vejo pessoas que começaram a namorar depois de nós, casarem e nossa relação "empacada". Acreditem, eu tenho exercitado muito minha paciencia, mas estou chegando no meu limite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo é uma questão de perspectiva acredite... Muitas vezes o que falta para seu parceiro é coragem e não desejo. Como toda menina você acabou fantasiando seu conto de fadas, imaginando como seria cada ocasião, mas temos que lembrar que nem sempre é o príncipe que toma a iniciativa, veja Cinderela, ela não foi convidada ao baile, mas deu um jeito de mostrar ao príncipe como era especial... Ao invés de ficar se frustrando com a falta de iniciativa de seu parceiro, talvez seja o momento de você fazer acontecer, e mostrar para ele que não precisa ter medo, que juntos vão conquistar o mundo que os espera. Ao ver sua felicidade ele vai relaxar e curtir junto com você!

      Excluir